top of page
  • Foto do escritorDaniela Calaça

Ansiedade: o que é, sintomas e tudo o que você precisa saber para começar a se cuidar







A ansiedade parece ser uma das palavras do momento. Segundo informações do Google Trends, a busca pela palavra ansiedade cresceu 207,1% nos últimos cinco anos (até setembro de 2021). As pessoas não querem apenas saber sobre ansiedade por uma questão de curiosidade, essas buscam têm crescido dia-a-dia porque elas querem entender o que estão sentindo e querem entender se é possível buscar ajuda especializada e se elas realmente precisam desse suporte.


O que é ansiedade?


A ansiedade é uma reação natural do ser humano, mas pode virar um distúrbio ou um transtorno quando afeta o cotidiano e as relações pessoais e profissionais. Quando chamo esse sentimento de algo natural é porque ele pode estar presente em diferentes momentos da nossa vida, como na véspera de uma competição, ou quando precisamos pedir demissão ou fazer uma prova.


A coisa vira problema se essa ansiedade atinge níveis que podem nos paralisar ou quando essa paralisia ou ansiedade alcança não apenas os grandes momentos da vida, mas também os pequenos, como quando não conseguimos pedir uma pizza por telefone. Ansiedade é natural, mas é um problema quando começa a gerar, perdas, danos e prejuízos.


Na psicanálise, os Transtornos de Ansiedade são conjuntos de doenças psicológicas que podem envolver reações físicas e emocionais. Ainda na teoria psicanalítica, esse transtorno tem um certo papel na nossa pisiquê, ele pode ser considerado como uma espécie de termômetro ou indicador de que precisamos reforçar nossa saúde emocional e nossas defesas psicológicas.


Para Freud, existe uma relação de causa e efeito no Transtorno de Ansiedade: o Ego, como um mecanismo de defesa, para evitar ou fugir da dor, camufla ou esconde um trauma. Mas, esconder um sentimento não é o mesmo que superar ou elaborar, é apenas fugir. A ansiedade também está na sensação eminente de perda, quando se antecipa, de maneira virtual, dentro da própria cabeça, determinada situação.


Quais são os sintomas físicos e emocionais do Transtorno de Ansiedade?


Nós já dissemos que o transtorno de ansiedade envolve um conjunto de doenças psicológicas que podem ter repercussões físicas e emocionais. Confira aqui o que pode ser considerado um sintoma ou que as pessoas relatam terem sentido em momentos de ansiedade intensa.


  • Preocupação excessiva

  • Sensação quase constante de que algo ruim está perto de acontecer

  • Dificuldade de se ater ao presente

  • Tensão sem motivo aparente

  • Algumas pessoas relatam ainda situações de arritmia cardíaca e sudorese ⁣

  • ⁣Dificuldade de respirar sem motivo físico aparente

  • Fala acelerada

  • Movimento agitado de pernas e braços

  • Enjoos

  • Dores no peito

  • Irritabilidade e nervosismo

  • Dormência em diferentes partes do corpo

  • Desconexão do ambiente em que se está


O que é um ataque de ansiedade?


O ataque de ansiedade ocorre quando o sentimento de ansiedade chega a níveis elevados e desencadeia reflexos e reações como paralisia, coração acelerado, sudorese, choro, irritabilidade e outros sintomas que, às vezes, podem ocorrer ao mesmo tempo. Em alguns casos, a pessoa pode confundir o ataque de ansiedade com outras doenças, como ataque cardíaco, AVC e acaba por ir a um hospital em busca de atendimento de urgência.


A psicanálise pode ajudar com a ansiedade?


Na psicanálise, o terapeuta trabalha com o paciente a busca pelo autoconhecimento. O foco está no inconsciente e o psicólogo funciona como um guia pelo processo. O objetivo é trazer às claras o que está no inconsciente, ou seja, tornar aquilo algo consciente e permitir uma elaboração sobre o problema. A psicanálise busca, no fundo da psiquê, o gatilho e a origem da demanda do paciente. A abordagem pode passar pela linguagem e pelo entendimento e tradução de símbolos, de sonhos e também de imagens oníricas que venham a surgir no set terapêutico.


Ansiedade na adolescência


A adolescência é um período de transição entre a vida de criança e a vida de adulto. Mudanças e transições nem sempre são fáceis e esse período pode alimentar expectativas e frustrações, tanto nos pais quanto nos jovens. Ao chegar na adolescência, decisões precisam ser tomadas e a carga de estresse tende a aumentar. Organizar essas expectativas e elaborar questões que possam ter ficado mal resolvidas, podem ser pontes importantes para essa travessia da criança para o adulto. Ouvir as demandas do jovem é importante, ele precisa entender que é ouvido e ele também precisa de tempo para se entender e compreender todas as mudanças que fazem parte desse período.



 


Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page