top of page
  • Foto do escritorDaniela Calaça

Trabalho e as doenças pelo excesso

Atualizado: 1 de out. de 2021





A Revolução Industrial, a partir do século XVIII, inaugurou um período que seria dominado pelos conceitos de eficiência e produtividade. As novas tecnologias, com a criação de computadores e internet, trouxe uma nova revolução (a tecnológica) e a promessa de que o ser humano teria de fazer menos esforço para produzir. Isso, no entanto, não aconteceu. Quanto mais a tecnologia facilitou a vida, mais tempo sobrava e, já que havia mais horas livres, esse tempo passou a ser ocupado com mais trabalho.⁣

Toda essa produtividade cobrou um preço: o adoecimento de populações inteiras. Segundo um estudo recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), quem trabalha mais de 55 horas por semana está mais propenso a sofrer derrames e doenças cardiovasculares. Para chegar nesse número de horas, é preciso trabalhar 11 horas por dia. Com a pandemia e o home office, essa se tornou a realidade de grande parte da população.⁣


A projeção da OMS é de que ocorram 745,1 mil mortes por ano em função do excesso de trabalho. Do início do ano 2000 para cá, houve um aumento de quase 30% nesses óbitos. Além das fatalidades, existe ainda o adoecimento mental, que aparecem muito antes dos impactos físicos. Esse quadro ainda é agravado pela dificuldade de lidar com o estresse e, consequentemente, pode gerar um sentimento de impotência.⁣





🔻𝐂𝐨𝐧𝐟𝐢𝐫𝐚 𝐨𝐬 𝐭𝐫𝐚𝐧𝐬𝐭𝐨𝐫𝐧𝐨𝐬 𝐚𝐬𝐬𝐨𝐜𝐢𝐚𝐝𝐨𝐬 𝐚𝐨 𝐭𝐫𝐚𝐛𝐚𝐥𝐡𝐨 𝐞𝐱𝐜𝐞𝐬𝐬𝐢𝐯𝐨⁣🔻



O que é e𝐬𝐭𝐫𝐞𝐬𝐬𝐞: Segundo a Biblioteca Virtual em Saúde, estresse é uma reação natural do organismo que ocorre quando vivenciamos situações de perigo ou ameaça. Esse mecanismo nos coloca em estado de alerta ou alarme, provocando alterações físicas e emocionais. A reação ao estresse é uma atitude biológica necessária para a adaptação às situações novas.⁣

O que é a𝐧𝐬𝐢𝐞𝐝𝐚𝐝𝐞: Os transtornos de ansiedade são conjuntos de doenças psicológicas que podem envolver preocupação excessiva, sensação quase constante de que algo ruim está perto de acontecer, dificuldade de se ater ao presente e tensão sem motivo aparente. Algumas pessoas relatam ainda situações de arritmia cardíaca e sudorese. ⁣

O que é d𝐞𝐩𝐫𝐞𝐬𝐬ã𝐨: para a psicanálise, a depressão é um sintoma de algo mais profundo e que pode estar errado ou não elaborado. Segundo o DSM-V, pode ser caracterizado como um humor triste ou tristeza profunda sem explicação, acompanhado de alterações que impedem, de maneira parcial ou total, as capacidades e atividades do indivíduo. Cada pessoa pode sentir esse transtorno de uma forma diferente.⁣

O que é síndrome 𝐝𝐞 𝐛𝐮𝐫𝐧𝐨𝐮𝐭: transtorno caracterizado por um estado de esgotamento mental e físico. Segundo a Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, Burnout é uma palavra inglesa utilizada para se referir a algo que deixou de funcionar por exaustão.⁣

Atenção: Os conceitos descritos acima não servem para autodiagnóstico, são apenas resumos limitados de cada tema. Sempre que houver qualquer sentimento de problema físico ou mental, é necessário e recomendável procurar um profissional de saúde qualificado.⁣


LEIA TAMBÉM



 




Comments


bottom of page